Início > Linux, Ubuntu > O que eu ganho deixando o Windows para usar Linux ?

O que eu ganho deixando o Windows para usar Linux ?

20 de Dezembro de 2010

Existem muitos tipos diferentes de usuários com diferentes tipos de necessidades. O que para alguns pode ser maravilhoso, para outros pode ser um incômodo. Portanto, vou explicar certos conceitos que nos permitem ver quais são as vantagens e os pontos fortes do Linux. E também mostrar aqueles itens que podem representar um problema para alguns usuários, para que todos possam decidir por si mesmo.

Código aberto

O Linux parte da fundação que tinha concluído o projeto GNU de Richard Stallman. A muito grosso modo, podemos dizer que este abriu a possibilidade de que Linus Torvalds, reconhecido como o criador do Linux, pudesse criar o sistema operacional com uma licença GPL. É por isso que os principais elementos do Linux são completamente livres para serem distribuídos, usados e modificados por qualquer um dentro da esfera de sua própria licença livre.

Para um usuário normal, isto significa que não há necessidade de pagar as licenças da maioria das distribuições Linux. Alguns, como o Ubuntu, fornecem até mesmo ao usuário final o envio de CDs ou DVDs de graça.

No entanto, devemos enfatizar algo que eu considero importante neste ponto. A comunidade Linux está trabalhando incansavelmente para melhorar o próprio sistema operacional e os aplicativos. A grande maioria dos projetos é altruísta, então qualquer ajuda é bem vinda. Eu convido a todos que testem o Linux, e se você gostar, faça a sua parte para ajudar a comunidade. Basta espalhar o que você gostou, ou você pode ajudar em qualquer um dos muitos projetos ativos, e até mesmo fazer doações. Há muitas maneiras de ajudar!

Segurança

O Linux é um dos sistemas operacionais mais seguros. Sua arquitetura inclui elementos que dão essa garantia. Por exemplo, seu sistema de permissões impede o acesso indesejado. Por conseguinte, é muito difícil ter aplicações rodando fora de controle ou fraudulentas, e quase impossível ele permanecer ativo ao longo do tempo.

O conceito de instalação de software no Linux dá segurança extra. Instalar aplicações no Linux passa por um sistema de repositórios controlado a partir de download de software que é totalmente seguro. Nada de visitar sites de origem duvidosa para instalar aplicativos. Além disso, como este é um software livre, não há operações que requerem transferência de dados pessoais ou de cartões de crédito.

Sem vírus

Vírus de Linux são irrelevantes. O sistema de segurança do sistema operacional assegura que todos os processos corram com permissão. Não só para executar a primeira vez, mas mesmo se você permitir a execução, a segurança do sistema evita que ela ocorra indefinidamente. Esta é uma grande vantagem sobre sistemas como o Windows, porque os antivírus causam um grande impacto sobre o desempenho de um PC.

No entanto, devo dizer que é sempre o usuário o ponto mais fraco da segurança. Em outras palavras, se um usuário executa um vírus, por iniciativa própria, é impossível que o sistema possa evitá-lo. Obviamente, o Linux também pode ser vulnerável a abusos, mas num grau muito menor do que um sistema Windows.

Sistema de arquivos

Para aqueles que não sabem o que é um sistema de arquivos, é a responsabilidade de estruturar e armazenar dados em uma unidade de armazenamento, por exemplo, o disco rígido de seu computador.

O Linux continua a desenvolver seu sistema de arquivos, que já está muito avançado. Atualmente, a maioria das distribuições usam o sistema EXT4 incluído por padrão. As principais vantagens em comparação com um sistema de arquivos do Windows (FAT, FAT32 ou NTFS) estão entre outras em: melhor rendimento, não sofre com fragmentação, maior capacidade, utilização otimizada do espaço disponível e capacidade de trabalhar com volumes de até 1 Exabyte e arquivos de até 16 Terabytes.

Rendimento

A otimização é parte da cultura Linux. Neste sistema operacional não vale a pena o desperdício de recursos, simplesmente porque estão disponíveis. Essa otimização é evidente em todos os processos. Não surpreendentemente, o Ubuntu foi capaz de reduzir o tempo de inicialização para apenas 10 segundos! (Embora isto obviamente dependa do computador utilizado).

Um conceito muito interessante que decorre da vantagem do desempenho extremo e da otimização é que o Linux é um sistema operacional leve, ideal para PCs relativamente antigos. Além disso, algumas distribuições especializadas nesse conceito, proporcionam um desempenho a níveis impossíveis de computadores mais antigos com outros sistemas operacionais.

Consistência

O Linux mantém seu alto desempenho ao longo do tempo. Como era originalmente destinado para uso em servidores, podem passar longos períodos sem se desligar ou reiniciar. Assim, o Linux não sofre dos problemas que o Windows tem: a manutenção de um PC. O Windows por várias semanas se conduz a um ponto onde é praticamente inutilizável, e somos obrigados a reiniciar. Até mesmo os servidores Windows vão perdendo o seu desempenho se não forem reiniciados com bastante frequência.

Outro exemplo interessante de consistência ocorre com a instalação de aplicativos. No Linux, com exceção de atualizações do kernel (núcleo do sistema operacional), nunca é necessário reiniciar com a instalação de uma aplicação.

Estabilidade

O Linux não sofre dos típicos e frequentes erros que encontramos em muitas das aplicações no mundo Windows. Além disso, se ocorrer um erro, o sistema operacional raramente é afetado, fazendo apenas o suficiente para “matar” o processo problemático e continuar a trabalhar como de costume.

Outro aspecto importante que ajuda na medida em que a estabilidade está em causa é a clareza do próprio sistema. O Linux tem um sistema muito completo e útil de logs, e há muitas maneiras de entender porque um aplicativo não funciona corretamente, o que é relativamente fácil de encontrar uma solução.

Aplicativos

O Linux tem uma ampla gama de aplicativos, a maioria deles disponíveis com uma licença GPL, o que significa que podem ser utilizados livremente. Além disso, devido à natureza da comunidade e da liberdade, é possível encontrar variantes diferentes do mesmo aplicativo, de modo que o usuário possa escolher o que melhor se adapta às suas necessidades e gostos.

Problemas

Na verdade, nada é perfeito, e o Linux não é uma exceção. Vimos muitos dos seus pontos fortes, mas ele também tem limitações. Em particular, eu diria que a sua maior desvantagem é a falta de apoio por parte de alguns fabricantes quanto aos drivers que não existem, que são aplicativos que permitem ao sistema operacional controlar periféricos. Haja visto que esse problema nem é tanto do Linux e mais da parte de quem vende um periférico para uso em apenas um sistema operacional limitando assim seu poder de escolha.

Alguns dos periféricos que normalmente podem causar problemas incluem placas de vídeo, placas wireless, placas de som ou webcams. Assim, os usuários que têm mais problemas no Linux são aqueles cujos principais interesses são os jogos, pois exigem o uso de placas de áudio ou vídeo muito poderosas e modernas. Além disso, a indústria de jogos para PC está centrada quase que exclusivamente em Windows, e apesar de existirem maneiras de emular jogos do Windows no Linux, não deixa de ser uma emulação.

Por exemplo, se um usuário quer comprar uma placa gráfica, a nVidia e a Intel fazem grandes progressos para fornecer suporte nativo ao Linux. No entanto, a ATI é um caso que você deve evitar.

Mas uma simples pesquisa no Google o leva diretamente a um fórum em que usuários reais compartilham suas experiências. A comunidade freqüentemente está se questionando mutuamente e compartilhando experiências, conhecimentos, etc.

 

Conclusões

Em suma, o Linux tem um monte de elementos que lhe dão muita força e até mesmo superioridade sobre outros sistemas operacionais no mercado. Faça a sua escolha.

Fonte

Anúncios
Categorias:Linux, Ubuntu
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: